Em tarde preta e branca, VINGOU!

Na tarde de ontem, segunda-feira (9) as vingadoras entraram em campo contra o Botafogo no CEFAT, em Niterói, RJ, em jogo válido pela 4ª rodada da fase classificatória do Campeonato Brasileiro A2. O Botafogo, então líder absoluto do grupo, estava invicto na competição e entrou em campo buscando a vitória que garantiria sua classificação antecipada. Já o Galo, pressionado, buscava os 3 pontos para manter viva a esperança de uma classificação na última rodada.

Foto: Adriano Fontes

A vitória das vingadoras veio para lavar a alma! A equipe não havia vencido nenhuma partida ainda, mesmo com belíssimas atuações. A sensação era de que o merecimento existia, mas com dificuldades na conclusão, deixou escapar a vitória nas três primeiras partidas.

Mas foi logo contra o Botafogo, líder, que se anunciava como a principal força do difícil grupo E, que as atleticanas decidiriam seu futuro: continuar lutando pela classificação ou o fim das esperanças?

O técnico Hoffmann fez uma única mudança na equipe que disputou o jogo contra o Real Brasília, e colocou Aline Guedes no meio no lugar de Flávia Pissaia. O primeiro tempo não funcionou muito. As cariocas começaram melhor a partida, mas o Atlético conseguiu equilibrar. Foram 45 minutos ruins para ambos os lados, com pouca chance real, pouca criatividade, um jogo muito físico e travado. O gramado não ajudou na qualidade da partida. Extremamente judiado, não deixava a bola rolar. A atletas demoraram para entender uma melhor forma de driblar as adversidades do campo. Houve muita reclamação em um lance de toque de mão dentro da área da defensora do Botafogo, mas a arbitragem nada marcou.

O segundo tempo voltou sem mudanças, e o Botafogo, mais uma vez, começou a etapa melhor, atacando e criando possibilidades. Foi aos 13 minutos que a atleta Juliana abriu o placar para a equipe da casa.

Foto: Adriano Fontes

O comandante atleticano fez mudanças em sua equipe. Pissaia e Lorena deram mais movimentação ao ataque e conseguiram espaço para a equipe criar. Isabella entrou no lugar de Lorranny que, mais uma vez, jogou improvisada na lateral. Foi aos 26 minutos que Karol marcou o gol de empate depois de uma cobrança de escanteio. As vingadoras continuaram buscando o gol. Mas foi apenas aos 48 minutos, bem no estilo atleticano, que Milena, que entrou no lugar de Gabizinha, marcou e garantiu a vitória ao Galo!

Os destaques do jogo:

Amanda – A goleira fez ótimas defesas, o que garantiu o placar vantajoso para o Atlético.

Karol – A zagueira, que parece gostar de fazer gols em partidas decisivas, marcou o primeiro das vingadoras, não deixando o desânimo tomar conta da equipe.

Pissaia – A entrada de Flávia movimentou o time e garantiu mais oportunidades à equipe. Conseguiu ganhar bolas no meio de campo e abrir espaços da defesa adversária.

Milena – outra atleta que entrou no segundo tempo e mudou o panorama do jogo, principalmente com a marcação do gol que garantiu a vitória e a esperança de classificação.

Foi a primeira vitória em Campeonatos Brasileiros da história da equipe feminina do Galo!

Nos outros jogos válidos pela 4ª rodada no grupo das vingadoras, Vasco ganhou por 3 a 2 do Vila Nova, o Real Brasília venceu o Goiás por 2 a 0 e o grupo ficou assim:

Imagem: Site CBF

Com a vitória, o Galo ainda tem chances de classificação. Na sexta-feira, o time entra em campo precisando ganhar do Goiás. Caso essa vitória se conclua, ainda será necessário torcer por um empate no jogo entre Vasco e Real Brasília ou pela derrota do Botafogo diante do Vila Nova. Caso haja empate entre Botafogo e Vila, o Galo precisaria de uma vitória com mais de 4 gols de diferença para abater o saldo de gols (Botafogo tem 4 e Atlético 0) e não depender do resultado do outro jogo. O Galo pode também tentar a classificação pelo 3º lugar, uma vez que os 4 melhores 3º colocados se classificam. Aí a disputa é com Tiradentes e Real Ariquemes (que já têm 9pts), Foz Cataratas e Fluminense (7pts) e o Cruzeiro-RN (5pts).

Foto: Reprodução / Instagram

O Galo jogou com:

Amanda, Lorranny (Isabella), Gil, Karol, Ilana, Bruna, Nathália (Manu), Guedes (Pissaia), Joyce (Gabi Jesus), Gabizinha (Milena), Dani (Lorena).

BOTAFOGO 1 x 2 GALO FUTEBOL FEMININO

Competição: Campeonato Brasileiro A2

Rodada: 

Data: 09/11/2020 (segunda-feira)

Local: CEFAT, Niterói (RJ)

Gols: Juliana (13′ – 2ºT), Carol (25′ – 2ºT), Milena (48′ – 2ºT)

Arbitragem:

Árbitro: Beatriz Oliveira Dantas FEM RJ

Árbitro Assistente 1: Fernanda Vieira do Nascimento FEM RJ

Árbitro Assistente 2: Thiago Gomes Magalhães CD RJ

Quarto Árbitro: Daniel Victor Costa Silva CD RJ

Analista de Campo: Simone Xavier de Paula E Silva CBF RJ

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s