No embalo das Vingadoras

As Vingadoras embalaram esse sábado (29) à noite e conquistaram mais uma vitória, desta vez, de virada. Líderes do grupo E, as atleticanas derrotaram o Mixto-MT por 4 a 1, em partida válida pela 3ª rodada do Campeonato Brasileiro A2. Mesmo após perder um pênalti e sofrer o primeiro gol na competição, o Galo Futebol Feminino mostrou a força e o equilíbrio de um grande elenco, com muita qualidade individual e coletiva.

Foto: Fábio Xavier/Onze Minas

Para o duelo que marcou o encontro das campeãs dos campeonatos estaduais de Minas Gerais e Mato Grosso, o técnico Hoffmann Túlio deu oportunidade para que Aninha entrasse como titular e a camisa 10 fez uma excelente partida. Flávia Gil, que estava no departamento médico, também voltou ao time e deixou o seu.

O Galo começou o jogo chegando com perigo e finalizando logo no primeiro minuto. Explorando bastante as laterais do campo, mais uma vez assistimos um time organizado e ofensivo. Amanda jogou muito avançada e, com muita frieza, trocava passes com a defesa próxima à intermediária, quase como uma zagueira. Destaque também para Leila, que tem jogado muito bem depois de ter ficado fora a temporada passada por causa de lesão.

Bruna Marques mais uma vez foi bem participativa em campo e foi ela quem sofreu a falta que o juiz marcou o primeiro pênalti para as Vingadoras. Aos 27 minutos, Guedes foi para a batida e, tentando tirar da goleira Lorrainy, acabou mandando para fora e desperdiçando a chance de abrir o placar. Após o pênalti perdido, o jogo esfriou e o Mixto conseguiu se organizar melhor em campo, forçando o Atlético a fazer muitas ligações diretas e lançamentos em profundidade, mesmo tendo mais posse de bola.

Já no final do primeiro tempo, as Tigresas pressionaram a defesa alvinegra e Natasha, percebendo o posicionamento adiantado da goleira Amanda, abriu o placar para as mato-grossenses em um belo tiro de fora da área aos 41 minutos. Porém, não deu tempo de as adversárias comemorarem, porque as Vingadoras foram para cima logo na sequência. Dayana recebeu a bola dentro da área, após um cruzamento certeiro de Aninha, e rolou rasteiro na frente do gol para Marta empatar aos 43.

Foto: Bruno Souza/Atlético

Ambas as equipes voltaram sem mudanças do vestiário. Apesar do gol sofrido, Amanda continuou jogando adiantada e mostrou categoria driblando a atacante do Mixto logo nos primeiros minutos da segunda etapa, ao receber a bola na fogueira.

Uma vez que o Galo é o time da virada e do amor, as Vingadoras voltaram confiantes e o segundo gol não tardou. A virada veio logo aos 12 minutos do segundo tempo, em um golaço de falta batida por Aninha pela esquerda. Mantendo, então, a posse de bola e o domínio do jogo, a equipe construía suas jogadas com tranquilidade desde a defesa.

Foto: Fábio Xavier/Onze Minas

O terceiro gol das Vingadoras foi de pênalti. Iara fez o drible ainda no campo defensivo e tocou para Leila, que acionou Dayana na direita. A venezuelana cruzou na área para Cinthia, que sofreu a falta dentro da área. Dessa vez, Flávia Gil foi para a cobrança e marcou aos 34 minutos. Nos acréscimos, elas ainda ampliaram o placar com Hilary, que fez de cabeça o quarto gol da partida – mais uma oportunidade criada após jogada ensaiada de escanteio. Os gols e melhores momentos da partida estão disponíveis no canal do Galo Delas no YouTube.

Antes da bola rolar, as Vingadoras protestaram contra a fala do conselheiro Fred Couto que, durante a entrevista de apresentação da Carol Melo – nova gerente de Futebol Feminino, disse não gostar de jogadoras baixinhas. Durante o minuto de silêncio em memória as vítimas da COVID-19, as atleticanas se ajoelharam em campo em alusão ao comentário infeliz. O gesto foi repetido durante a comemoração do segundo gol do Galo, marcado por Aninha. O técnico Hoffmann já havia se manifestado anteriormente nas redes sociais, ironizando o comentário do representante do conselho.

Foto: Fábio Xavier/Onze Minas

A transmissão da partida, feita pela CBF TV através da plataforma MycCujoo, foi interrompida e sofreu alguns picos por volta dos 7 minutos de jogo, antes de uma cobrança de falta de Marta. Ao voltar, o relógio do marcador estava dessincronizado, mas o problema foi corrigido no segundo tempo.

Com 100% de aproveitamento no Brasileirão A2, as Vingadoras agora se preparam para enfrentar o Juventude Conquista – BA, no próximo domingo (6) às 15h, no estádio Municipal Lomanto Júnior, apelidado de Lomantão, em Vitória da Conquista. O bom futebol individual e coletivo já deixa a massa na expectativa para o acesso.

O Galo Futebol Feminino jogou com:

Amanda, Leila (Jaqueline), Hilary, Flávia Gil, Marta (Bruna Emília), Ilana, Guedes (Iara), Dayana, Cinthia (Paloma), Aninha (Pissaia) e Bruna Marques (Nadine).

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s