Eu Acredito!!

As Vingadorinhas entraram em campo nessa quinta-feira à tarde pela 5ª rodada do Brasileiro Sub-18. O adversário era o Ceará, com o qual empatamos em 1 a 1 no primeiro confronto e, agora no returno, um novo empate por 2 a 2. Com o resultado, o Santos garantiu a vaga em primeiro lugar no Grupo D, já que venceu o Audax por 3 a 0. Agora, as Vingadorinhas lutam por uma combinação de resultados que as permitam classificar em uma das duas vagas de melhores segundos colocados, uma missão difícil. Mas falaremos disso mais pra frente no texto.

As Vingadorinhas entraram em campo com uma missão: fazer, pelo menos, o mesmo resultado do jogo que acontecia no campo ao lado para manter a distância de 2 pontos do Santos e levar a decisão para a última rodada. Mas não conseguiu. A partida contra o Ceará foi de muitos erros e cansaço.

O Galo entrou em campo com pouca energia. As atletas mostraram desgaste devido a maratona que é a primeira fase da competição. As equipes entram em campo dia sim dia não, sem muito tempo para recuperar o fôlego. Com isso, o jogo foi bem parado, com pouquíssimas oportunidades no primeiro tempo. As laterais desciam bem, mas no meio de campo ficou aquela disputa de perde e ganha bola, com muitos erros de passe. Quando chegava ao ataque também não conseguia concluir a jogada.

Tivemos algumas tentativas no primeiro tempo, mas nenhuma com muito perigo. A postura do Ceará não estava diferente: muitos erros de passe e poucas chegadas, até menos que o Galo. Marcella tinha acabo de chutar de fora da área quando a defesa do Vozão bobeou. Nossa camisa 8 não perdoa! Roubou a bola na desatenção da defesa e marcou o primeiro da partida. Tudo isso nos acréscimos, quando parecia que mais nada poderia acontecer. 1 a 0 para o Galo.

Na segunda etapa o jogo voltou com os mesmos problemas. Dessa vez as Vingadorinhas conseguiram chegar um pouco mais, mas estavam jogando de forma mais reativa. O Ceará fez algumas alterações na equipe e chegou ao empate aos 26 minutos. Um chute cruzado que Júlia Morena ta um tapa, amortecendo a bola, mas demora a ter reação para segurar e impedir o rebote. A bola quica quase na linha e a atacante do Ceará, Tainara, completa e empata o jogo.

Com o empate a partida muda. As Vingadorinhas crescem e buscam mais o jogo. O Santos vencia no campo ao lado e elas sabiam que precisavam da vitória. A entrada de Anna e Palominha também ajudaram com a movimentação da equipe. E quando o Galo estava melhor na partida, o Ceará virou o jogo. Tainara avançou em velocidade, passou por toda a defesa atleticana e deu um belo chute para marcar o segundo do Vozão, aos 38 minutos.

Mas as Vingadoras reagiram muito rápido, como tinha que ser, já que no Brasileiro Sub-18 cada tempo tem apenas 40 minutos. O Ceará ainda comemorava o gol, a transmissão ainda comentava a jogada, quando Lorranny fez um belo lançamento do campo de defesa para Júllia, que ganhou da zagueira e chutou cruzado por cima da goleira que já estava caindo para fazer o corte. Tudo igual aos 39 minutos. No tempo de acréscimo, Raiara ainda teve uma chance de bola parada, mas o placar não mexeu mais, 2 a 2 e fim de jogo.

As chances são poucas. O Grupo D ficou assim: Santos (13), Galo (9), Ceará (5) e Audax (0). No momento temos, em segundo lugar dos outros grupos o Fluminense com 12, que não pode ser alcançado mais pelas Vingadoras; o América com 7, que pode chegar a 10 pontos; o Grêmio com 10 pontos; a Ferroviária com 9, assim como o Galo; e o Bahia com 7, que pode chegar a 10.

Com isso, todas as equipes que estão em segundo lugar tem chance de classificação. A missão das Vingadorinhas é vencer as Sereias da Vila neste sábado, às 10:30 da manhã. Um missão complicada! Mas atleticano que é atleticano acredita até o fim!

Para além da classificação ou não das Vingadorinhas, a primeira fase foi de muita valia. Vimos uma nova equipe, comparada a que disputou a edição de 2020, e algumas promessas para ficarmos de olho. Além das atletas que já compõe o elenco principal, Dudinha se mostrou muito habilidosa, com facilidade para passar pelas adversárias. Trabalhando um pouco mais, tem grande futuro. A dupla de zaga também foi uma surpresa muito boa. Raiara e Priscila foram seguras e mostraram sintonia, além de ajudarem lá na frente. Raiara tem uma boa bola parada, com um pouco mais de treinamento desse fundamento, ninguém vai segurar! Larissa e Letícia também apareceram bem nas partidas. E, mais do que isso, vimos um time com introsamento, mesmo com pouco tempo de trabalho. Fica aqui nossos parabéns a todas elas e à comissão técnica, comandada pelo Serafini.

Galo jogou com:

Julia Morena, Amanda (Palominha), Raiara, Priscila, Layza, Lorranny, Marcella, Letícia (Anna), Larissa (Ellen), Dudinha e Júllia

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s