DERROTA INÉDITA NA TEMPORADA

Infelizmente, não conseguimos completar um ano invictas. Nesse domingo, o Galo foi derrotado pelo Cruzeiro por 3×0. Com dificuldades para trabalhar a bola do meio de campo e muitos erros de passe, mesmo tendo o dobro de tentativas de finalização, as Vingadoras não conseguiram balançar as redes do rival e pecaram em momentos decisivos que levaram aos gols.

Foto: Fábio Xavier

O jogo começou com muita pressão adversária pelas laterais, mas logo engatamos a marcação no campo adversário e passamos a criar mais chances. O primeiro gol veio aos 25 minutos: Vanessinha rouba a bola pela esquerda e cruza para Duda marcar. O segundo, aos 37 minutos, foi parecido. Em mais um erro na saída de bola das Vingadoras, Vanessinha carrega a bola pela direita e toca para Duda fazer mais um gol. 

No final do primeiro tempo, Marta ainda colocou a bola dentro da área, mas a goleira Mary Camilo ficou com ela. Day também roubou a bola no meio, deu uma bela arrancada até a área e chegou com muito perigo. 

O Galo tentou pressionar as adversárias no campo de ataque no início do segundo tempo. Aos 15 minutos, porém, já vimos perigo em um rápido contra-ataque de Vanessinha, que finaliza por cima do gol de Amanda. Em seguida, mais um erro de saída de bola traz problemas para a nossa defesa.

Tivemos dificuldade para sair com velocidade em contra-ataque, sempre voltando ao campo de defesa para trabalhar a bola. Em duas boas chances, Leila cruza buscando Marques na área, mas a bola passa direto, rente a trave. Depois, Marta cobra falta e coloca a bola dentro da área, mas a defesa do Cruzeiro corta e já sai em contra-ataque.

Após um momento de apagão da nossa defesa, porém, sai o terceiro gol. Pressionamos pelas laterais, Pissaia finalizou forte de fora da área, mas não deu. Terminamos a partida sem marcar. Nossa última derrota havia sido em 26 de outubro de 2020, contra o Vasco. Desde que os projetos de futebol feminino foram reativados pelos clubes, em 2019, nós nunca vencemos o Cruzeiro no tempo regulamentar.

Este foi o último jogo comandado pelo técnico interino Alessandro Duarte. Lindsay Camila, recém-contratada, estava na Arena Vera Cruz assistindo a partida.

Foto: Fábio Xavier

Depressão não é brincadeira

Em um grande gesto de companheirismo, antes do início da partida as jogadoras do Cruzeiro entraram em campo com uma faixa em homenagem a ex-colega Carol Aquino, que faleceu no início da semana. O ato também buscava conscientizar sobre a seriedade da depressão.

Print da transmissão da partida no YouTube do Cruzeiro

Foram distribuídos quatro cartões amarelos na partida para Marta, Pissaia e Cotrim, do Galo, e Mayara, do Cruzeiro. Rodrigo, treinador da equipe rival, recebeu cartão vermelho após retrucar advertência verbal da arbitragem com “entrega seu apito de forma desrespeitosa. Eu estudei, sou profissional e você, não”.

O Galo jogou com:

Amanda, Leila (Isabella), Cotrim, Sofia Sena (Flávia Gil), Jaque, Marta, Dayana, Bruna Emília (Bruna Marques), Aninha (Pissaia), Iara (Cinthia) e Soraya (Milena).

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s