Com apoio da massa, Vingadoras empatam no Independência

Na noite dessa segunda-feira (14), as Vingadoras enfrentaram o atual bicampeão Corinthians em uma grande partida, no estádio Independência, e contaram com o apoio da torcida para segurar o melhor time do país. Leidiane abriu o placar com um golaço de fora da área e nos fez acreditar na inesperada vitória até o último minuto de jogo, quando o time paulista empatou. O confronto foi válido pela 2ª rodada do Campeonato Brasileiro e, com o empate em 1 a 1, o Atlético somou o primeiro ponto na competição e agora ocupa o 12° lugar na tabela.

Foto: Bruno Sousa / Atlético

A melhor surpresa aconteceu antes mesmo do apito inicial: na quarta-feira (9), o Atlético anunciou a mudança no local da partida, que teve o Independência escolhido como palco, e a massa, finalmente, pode prestigiar as Vingadoras. Talvez por ironia do destino, a partida contra o Corinthians aconteceu exatamente dois anos após o primeiro jogo, também no Independência, sem a presença de torcida devido à pandemia de COVID-19. Os 3.431 torcedores presentes no Horto em plena segunda-feira à noite apoiaram o time durante todo o jogo, mostraram revolta contra a arbitragem e, ao final, aplaudiram e agradeceram a raça e a dedicação de cada atleta.

Em campo, os dois times estavam abertos para o jogo. O Galo entrou mais compenetrado desde o início e, com uma marcação alta, não permitiu que o Corinthians dominasse a posse com espaço para criar. Day estava marcando logo na frente e não tirou o pé em nenhuma dividida, assim como Bárbara Melo, que não deixou nada passar pela lateral – mesmo o time de São Paulo forçando suas alas.

Como já era de se esperar, Tamires foi muito solicitada durante todo o jogo, mas conseguimos neutralizar bem suas investidas. As Vingadoras mostraram muita consistência defensiva e conseguiram manter a disputa da bola na intermediária a maior parte do tempo, mas não acertavam o último passe e, com certa deficiência na finalização, paravam na marcação do encaixado time corinthiano.

Foto: Fábio Xavier

No segundo tempo, o jogo ficou ainda mais pegado, com muitas faltas assinaladas no meio-campo, principalmente a favor do Corinthians; e muitos cartões amarelos distribuídos – ao todo, foram 6 para as Vingadoras. Isso porque, aos cinco minutos da etapa final, Leidiane aproveitou a sobra pela direita e lançou um chutaço de fora da área, encobrindo a goleira Letícia. Com o Galo a frente no placar, a equipe paulista precisou ir para cima e forçou bastante a nossa marcação.

Assim, o improvável estava acontecendo e as Vingadoras vibravam a cada disputa de bola, incendiando a torcida atleticana que comemorava junto. O time continuou sólido em campo até os últimos minutos, quando algum desgaste já podia ser notado. Entretanto, em uma falta duvidosa já aos 49 do segundo tempo, a experiente Grazi aproveitou o bate-rebate na pequena área e, de costas, chutou para o gol empatando o jogo no apagar das luzes. A torcida atleticana ficou na bronca com a arbitragem e questionou bastante a falta que originou o gol do Corinthians; por outro lado, alguns reclamam de impedimento de Cuesta em lance anterior ao golaço de Leidi.

Foto: Fábio Xavier

Se o reencontro com a massa atleticana, após mais de dois anos, já era motivo para comemorar, o jogo de igual para igual entre o recém-reformulado time das Vingadoras e o experiente e supercampeão time corinthiano não deixou dúvidas de que vivemos novos tempos. Quem esperava um jogo de ataque das brabas contra a defesa atleticana, ficou surpreso com a partida acirrada e muito equilibrada no Horto.

É verdade que o poderoso Corinthians não estava com o grupo completo, mas ainda assim é a melhor equipe do país, formada e mantida há alguns anos com estrelas da Seleção Brasileira e que venceu esta temporada a Supercopa e, no último ano, a Libertadores e os Campeonatos Brasileiro e Paulista. Por outro lado, este é o primeiro ano do Atlético na elite do futebol nacional e o duelo foi apenas o segundo jogo oficial da temporada. A técnica Lindsay Camila vem desempenhando belo trabalho em um curto prazo: dois meses desde que 15 atletas deixaram o elenco e 17 reforços chegaram.

Foto: Fábio Xavier

Agora, as Vingadoras viajam para Porto Alegre para buscar a primeira vitória no Brasileirão contra o Grêmio, no estádio Vieirão, no próximo sábado (19), às 11h. O horário foi alterado e não será necessário escolher entre a partida da equipe masculina e feminina do Atlético. Prepare-se, massa, porque sábado o dia será todo do Galo!

O Galo jogou com:

Nicole, Bárbara, Cotrim, Karol Arcanjo, Katielle (Iara); Karol Bermúdez, Dayana, Luciana Gómez (Marta); Cuesta (Nath Fabem), Jayanne (Leidiane) e Soraya (Aninha).

Um comentário sobre “Com apoio da massa, Vingadoras empatam no Independência

  1. Rafael disse:

    Parabéns às Vingadoras pela ótima partida na qual a vitória só não saiu por um pequeno detalhe no fim do jogo. A massa alvinegra também está de parabéns pelo apoio incondicional dado durante todo o jogo.

    O texto em si é uma excelente leitura do que foi a partida tanto dentro de campo quanto nas arquibancadas. Até então não conhecia o projeto Galo Delas e é muito bom saber que há disponível conteúdo de tamanha qualidade sobre o futebol feminino do Galo.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s