Empate amargo no sul

Na manhã desse sábado (19), as Vingadoras foram até Gravataí, no Rio Grande do Sul, enfrentar o atual vice-campeão da Supercopa, o Grêmio. Em um jogo de muita pressão gaúcha, Nath Fabem abriu o placar em cobrança de pênalti, aos 8 minutos. Mais uma vez, a equipe alvinegra tomou o empate nos minutos finais. O Grêmio marcou aos 41 do segundo tempo. O confronto foi válido pela 3ª rodada do Campeonato Brasileiro e, com o empate em 1 a 1, o Atlético somou mais um ponto na competição e agora está em 11º lugar na tabela de classificação, ainda aguardando o fim da rodada.

Foto: Fábio Pinel / Atlético

A técnica Lindsay mexeu no time que enfrentou o Corinthians, partida de grande atuação atleticana. Raíssa assumiu a titularidade após o afastamento devido à vacinação contra a Covid-19. Além dela, Nath Fabem foi a opção no ataque para iniciar a partida no lugar de Cuesta, que vinha sendo a escolha da técnica nas partidas anteriores.

Bárbara, que foi o destaque do último jogo, voltou a ser deslocada para a lateral esquerda como aconteceu na partida contra o Palmeiras. Assim, Kati se tornou uma opção mais avançada e Leidi ocupou a lateral direita. Esse foi um grande problema. Assim como na estreia, a ideia não funcionou como o esperado. A defesa atleticana ficou muito exposta, sem apoio das laterais. O Grêmio avançava bastante suas pontas e ganhava em praticamente todas as investidas.

O jogo começou com muita pressão do tricolor. As gurias do Grêmio criaram e chegaram com perigo. Logo no primeiro minuto a trave salvou as Vingadoras após um erro de Raíssa. O meio atleticano não funcionou. Day – alguém tem que aceitar que Day é armadora e não volante e alterar isso nos registros do clube – avançava bem e Bermúdez fazia a cobertura da defesa sozinha. Aliás, as duas uruguaias se destacaram por pressionar a marcação no meio, mas não tinha ninguém conseguindo conduzir a bola e criar uma jogada.

Com apenas 8 minutos de jogo, na primeira investida atleticana, a arbitragem marcou penalti para o Galo e Nath Fabem converteu, abrindo o placar no Vieirão. Com o ponteiro do relógio correndo, as Vingadoras conseguiram encaixar algumas outras chances. Luciana e Soraya tentaram de fora da área e Day aproveitou erros das gaúchas. Aos 40 min do primeiro tempo, Kati recebeu seu segundo amarelo e, consequentemente, foi expulsa de campo.

Foto: Fábio Pinel / Atlético

Para o segundo tempo, Lindsay voltou com Cuesta no lugar de Nath Fabem que deu mais movimentação ao ataque. Em muitos momentos o avanço da atacante não era acompanhado por suas companheiras, o que não resultava em conclusão da investida. A conversa no vestiário rendeu uma melhoria na organização do meio de campo, mas a defesa se manteve exposta deixando Karol Arcanjo, Cotrim e Raíssa sem apoio em diversos momentos. Elas se mantiveram salvando em muitos lances que o tricolor chegava com muito perigo. A saída de Soraya e a entrada de Rafa trouxe fôlego novo para o time, melhorando as condições de ataque atleticano.

Aos 40 minutos – mais uma vez – a atleta gremista, Jéssica Peña recebeu o cartão vermelho e igualou a quantidade de jogadoras em campo para cada equipe. No minuto seguinte, o Grêmio conseguiu chegar ao empate. Após lançamento insistente do tricolor, Luany bateu cruzado e cobriu a goleira Raíssa.

A partida se encerrou com o placar de 1 a 1. As Vingadoras voltam para Belo Horizonte com mais um ponto somado. Apesar da sequência dificílima nessas três primeiras rodadas, as atuações nos dois primeiros jogos e os dois pontos conquistados contra Corinthians e Grêmio nos deixam animadas. Apesar dos erros de hoje, a equipe já demonstrou qualidade e vontade. Ainda é a terceira rodada e temos muito pela frente, com melhoria do entrosamento que é fundamental para o avanço de qualquer equipe.

Foto: Fábio Pinel / Atlético

Agora, as Vingadoras se preparam para receber o Avaí no domingo (27) ás 17h. A partida está marcada para acontecer no Sesc Venda Nova. Para esse jogo, provavelmente não será possível a transferência para o Independência, já que a arena passa por um impasse em sua operação após a saída da Luarenas.

O Galo jogou com:

Raíssa, Leidi, Cotrim, Karol Arcanjo, Bárbara; Karol Bermúdez, Dayana (Iara), Luciana Gómez (Jay); Soraya (Rafa), Kati e Nath Fabem (Cuesta).

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s