Sobre

O Galo Delas é um espaço de visibilidade, fortalecimento e luta pelo futebol de mulheres. Um projeto feito e pensado por mulheres, a fim de resgatar e registrar a história da futebol feminino do Atlético.

Nossa equipe é composta por mulheres com diversas ideias e vivências que trazem a pesquisa, o torcer e o escrever o futebol feminino com diferentes habilidades e perspectivas. Fazemos tudo por e com amor!

Renata

A Rê é co-fundadora do Galo Delas. Especialista em estudos interdisciplinares do esporte, é mestranda em História e tem suas pesquisas voltadas às relações políticas e de gênero com o futebol. Faz parte do programa Óbvio Ululante, uma parceria entre a rádio UFMG e o Gefut (Grupo de Estudos sobre Futebol e Torcer), sendo uma das responsáveis pelo quadro “Mulheres em Campo”. Torcedora apaixonada pelo Galo, está sempre estampando o escudo alvinegro por aí. Frequentadora das arquibancadas, ela uniu seu amor pelo futebol às suas lutas sociais. Ao se deparar com a falta de preservação da história do futebol feminino atleticano, passou a se dedicar ao resgate e registro da memória dessas mulheres.

Patrícia

A Pati é co-fundadora do Galo Delas e vive, desde a adolescência, uma paixão incessante pelo Atlético. Presença garantida na arquibancada, ela carrega o escudo do Atlético onde quer que esteja. Ela está sempre atenta às lutas políticas, inclusive ligadas ao futebol, e uniu seu amor pelo Galo e seus ideais feministas para se dedicar a conhecer mais sobre a história do futebol jogado por mulheres e lutar pela visibilidade e desenvolvimento da modalidade. Para Patrícia, é absurdo que o rico acervo da história do time do Atlético esteja restrito aos esportes masculinos e o Galo Delas significa uma oportunidade de recuperar e promover um pouco a história do futebol feminino do nosso time do coração.

Petra

Jornalista de formação, Petra conheceu o futebol feminino durante uma série de reportagens do TCC sobre mulheres no futebol, e não quis mais largar. Rê e Pati foram companheiras de apuração em 2017 e, hoje, são colegas no Galo Delas. Atleticana desde que se entende por gente (por influência do pai, aquela história clássica), mesmo assim ela cresceu longe do universo do futebol – até que, nos últimos anos, a influência de boas amizades a levou a abraçar as alegrias (e raivas) do torcer.

Bárbara

Barbarella é doutoranda em psicologia social na UFMG e dedica parte de suas atividades de pesquisa em compreender a inserção das pessoas “desautorizadas” (ou seja, que escapam à masculinidade cishetero) no contexto do futebol. Sendo sua família majoritariamente composta de rivais, vive sua paixão pelo Galo contra tudo e contra todos… (nada de novo sob o sol para nós, atleticanes, né?). Integra o Núcleo de Direitos Humanos e Cidadania LGBT (NUH-UFMG) e o Grupo de Estudos sobre Futebol e Torcidas (GEFuT – UFMG). Atualmente, junto com a Rê é responsável pela coluna “Mulheres em Campo”, no programa Óbvio Ululante. Seu contato com o Galo Delas aconteceu num encontro do grupo “Feministas do Galo”, em que a Pati apresentou o projeto que estava construindo com a Rê. Depois de algum tempo, Barella passou a integrar a equipe!

Marcella

Marcella é designer e especialista em MKT digital. Ela tem uma relação com o Galo que vem de família: frequentadora de estádio desde pequena, se tornou uma mulher engajada na luta das mulheres pelo espaço no futebol. Membra Grupa e editora do Canal Linha de Tr3s , conheceu o Galo Delas nas redes sociais como uma referência para encontrar informações sobre o time feminino do Galo. Ela gostou tanto que deu match essa parceria!

Betania

Atleticana de nascença por influência da mãe e feminista por consequência e necessidade. Betania é marxista, advogada, frequentadora assídua das arquibancadas e consumidora voraz de tropeiros nas ruas dos estádios. E foi nas arquibancadas que conheceu a Pati. A parceria de estádio, de luta e de vida, transformou-se também em parceria no Galo Delas. Estudiosa por conta própria de relações de gênero, vê uma necessidade urgente da emancipação de todas as mulheres do mundo, inclusive atletas e torcedoras!

Jeanne

Jeanne é de Poços de Caldas-MG, advogada e graduanda em pedagogia. Atleticana por amor e escolha, mesmo longe de BH, acompanha o Galo como se estivesse na capital, relação que se tornou mais forte com o tempo. A militância política, pautada nas causas populares e identitárias, se encontra com a paixão pelo futebol, que inevitavelmente chegou ao futebol feminino, onde luta por seu crescimento e pelo respeito ao espaço das mulheres no esporte. No Galo Delas, procura reunir todos esses elementos para apoiar as Vingadoras dentro e fora de campo, independente da distância.


Quer fazer parte da equipe?