Vingadorinhas tomam virada do líder do grupo

Na manhã deste sábado (30) as Vingadorinhas entraram em campo contra o Santos pela terceira rodada do Campeonato Brasileiro Sub-18. Até o momento as Sereias tinham 100% de aproveitamento e era o time a ser batido. O Galo/Tupi saiu na frente, mas tomou a virada. A partida terminou em 3 a 1 e as Vingadorinhas ficaram na lanterna do grupo.

Foto: Reprodução / MyCujoo

O jogo começou com equilíbrio e ambas as equipes buscavam o ataque. Galo/Tupi conseguiu chegar algumas vezes, até que aos 17 minutos, Flávia Pissaia sofreu a falta dentro de área em uma bela jogada da atleticana. Alice cobrou a penalidade e abriu o placar para as Vingadorinhas. Foi o primeiro gol sofrido pela equipe santista na competição e o terceiro marcado por Alice que está na disputa pela artilharia.

A equipe Santista não sentiu o gol e se manteve concentrada na partida. Aos 30 minutos, em uma bola recuada, a atacante santista acreditou e roubou a bola dos pés da nossa goleira Amanda Coimbra e marcou, deixando o placar igual. A virada veio apenas 5 minutos depois. Após um erro de domínio da defesa, o chute cruzado da sereinha balançou as redes colocando a equipe paulista em vantagem ainda no primeiro tempo.

O segundo tempo começou com bastante mudanças. O técnico Lelei colocou a Nanda, já que Amanda havia sentido o erro do primeiro gol. A etapa final começou com chegadas das Vingadorinhas. Chances perdidas com Júllia e Vitória, que entrou no segundo tempo e chutou uma bola na trave, mostraram que as atleticanas não estavam satisfeitas com o placar. Mas a qualidade e o preparo físico das santistas foram superiores e as sereinhas marcaram o terceiro gol aos 34 minutos, fechando o placar em Sorocaba.

É o terceiro jogo na competição e o terceiro que as Vingadorinhas saem na frente mas não conseguem segurar a vitória. Algumas coisas têm chamado a atenção nessas primeiras partidas. A primeira é a improvisação de laterais. Lelei tem escolhido jogar sempre com atletas de outras posições na lateral e mantém Mariana no banco, que é lateral esquerda de origem. Não sabemos o motivo, acreditamos que seja condições físicas. Além disso, como jogam improvisadas e todas são destras, há uma variação do lado de campo que ocupam entre as partidas. Naiara é a única que tem se firmado como titular em uma lateral. Enquanto Amanda, Camilly e Aisha foram cada uma titular em um jogo.

Foto: Reprodução / MyCujoo

Outro ponto que chama a atenção é a parte física. Por não terem treinado o suficiente (ou quase nada), as atletas perdem o fôlego ainda no primeiro tempo. As partidas se iniciam com intensidade das Vingadorinhas, mas logo vem o cansaço. As câimbras têm sido rotineiras em diversas atletas no segundo tempo. Aqui entra a responsabilidade – ou irresponsabilidade – do Atlético, que desprezou a categoria e a competição. A falta de organização por parte do clube para com as meninas foi tamanha que tem interferido, e muito, nas condições de jogo. Não significa que iríamos vencer partidas, não somos videntes, mas que o preparo físico tem sido um ponto fraco do Galo/Tupi, não há dúvidas.

O terceiro ponto é o entrosamento. Por mais que a maioria das atletas se conheçam de longa data por treinarem e jogarem pelo Tupinambás e por terem estado juntas na base atleticana, o longo período sem treinos e o ano afastadas, principalmente as que hoje estão no profissional, também tem afetado a equipe. Além disso, Flávia Pissaia, que é referência na equipe, nunca havia jogado com as colegas, e sem nenhum treino juntas, fica nítido a falta de entrosamento. Muitas jogadas não são completadas, as atletas não acompanham umas a outras em alguns momentos pela simples falta de conhecimento da parceira. Mais uma vez entramos na falta de planejamento do Atlético que impediu que as atletas treinassem juntas.

Com o fim da terceira rodada o grupo C tem Santos na liderança com 9 pontos, seguido de Sport com 4, Vitória com 3 e Galo/Tupi na última colocação com 1 ponto. A próxima partida é novamente contra o Santos, na segunda (01) às 15:30 horas.

O Galo/Tupinambás jogou com:

Coimbra (Nanda), Naiara, Layza, Lorranny, Aisha (Mariana), Pâmela, Marcella, Alice (Dudinha), Pissaia (Gi), Bruna (Vitória) e Júllia (Thalita).

Um comentário sobre “Vingadorinhas tomam virada do líder do grupo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s